Minha conversa com o “Bruxo”

Aproveito a releitura de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”para trocar um dedo de prosa com o seu autor. “Trocar” não é bem o termo, pois só quem falou foi Machado. Nossa conversa, além de instrutiva, serviu-me para matar o tédio do domingo. Espero que tenha para o leitor a mesma serventia:  – O senhor éContinuar lendo “Minha conversa com o “Bruxo””