Luar de quarentena

Lua cheia, praia vazia. Não se vê nem um casal de namorados. A areia se faz mais branca sob o denso círculo de luz que se derrama no mar. Poetas e loucos, contra todas as recomendações, almejam ganhar a rua. Das varandas e janelas, almas sombrias contemplam o o disco inflado de luz. O luarContinuar lendo “Luar de quarentena”