Notas sobre a pandemia (14)

Hoje boa parte das pessoas trava suas guerras particulares para se manter em casa. Não há dúvida de que “o recesso do lar” é onde se está mais seguro. Mas a rotina doméstica, se mantida de forma imperativa e sistemática como agora, tem seu quê de enervante e potencialmente destrutivo. É um exercício de paciênciaContinuar lendo “Notas sobre a pandemia (14)”