Notas sobre a pandemia (22)

“Morrer só se torna alarmante quando as mortes se multiplicam, uma guerra, uma epidemia, por exemplo, Isto é, quando saem da rotina”. Deparo-me com essa passagem em “As intermitências da morte”, de José Saramago, que comecei a ler. Pelo critério do narrador, morrer se tornou alarmante para nós, brasileiros, pois no País as mortes vêm se multiplicando; o número de mortos em 24 horas ultrapassou mil e cem. O irônico em relação ao trecho do romancista é que elas, as mortes, começaram a entrar na rotina (e não dela sair). Isso explica as mudanças que têm ocorrido em nosso ânimo. No início da quarentena até se fazia humor com a situação. Agora são raros os gracejos e os jogos de palavras, que longe de subestimar a gravidade da pandemia constituem um desafogo, uma catarse, e concorrem para que se preserve o equilíbrio mental. Há risos de dor, como há lágrimas de alegria. Preocupa-me o cansaço que sobre nós vem se abatendo e que pode nos tornar menos sensíveis ao padecimento dos doentes e de suas famílias. Não por indiferença (ninguém quer ter o presidente como espelho), mas por tédio. Ainda não chegamos a esse ponto, mas é urgente que o número de mortes comece a baixar.

Publicado por Chico Viana

Chico Viana (Francisco José Gomes Correia) é professor aposentado da UFPB e doutor em Teoria da Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em sua tese, publicada com o título de O evangelho da podridão; culpa e melancolia em Augusto dos Anjos, aborda a obra do paraibano com o apoio da psicanálise. Orientou cerca de 37 trabalhos acadêmicos, entre iniciação científica, mestrado e doutorado, e foi por dez anos pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Desde muito jovem começou a escrever nos jornais de João Pessoa, havendo mantido coluna semanal em A União e O Norte. Publicou cinco livros de crônicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: