Amigos, amigos; eleições à parte

O número de amigos que se perdem nas redes sociais ao declarar o voto é diretamente proporcional à superficialidade das relações que há entre eles. Amigos de verdade não sacrificam a afeição por causa de embates políticos. Portanto, não lamente se você fez inimigos porque declarou que vai

votar em A ou B. Pelo contrário, agradeça a oportunidade que a eleição lhe dá de diferenciar quem verdadeiramente o estima — de quem simula atenção, simpatia, afeto, mas não titubeia em manifestar por você a pior forma de desprezo, que é não respeitar suas convicções. Gente desse tipo deve mesmo tirar a máscara e ir embora.